Follow by Email

terça-feira, 27 de julho de 2010

CAMINHADA DA LUA CHEIA

Posto 41, concentração

Binho dá as coordenadas
Na BR 116
Naloana e Gunnar
Ói, ói o trem...



Luan não resiste ao sono
Quem serão?


Era sábado e, como todo mundo sabe, sábado é dia de expectativas. No caso deste sábado, dia 24 de julho de 2010, não era apenas um dia de expectativa, mas sobretudo um dia de realização, pois aconteceria a caminhada da Lua cheia.
- Mas vocês vão fazer o quê? Caminhar pra que?
- É a expedição Donde Miras - disse eu ao amigo, não entendendo exatamente do que se tratava. É assim, juntamos um grupo de artistas e realizamos caminhadas culturais. A primeira foi em 2008 saindo do Campo Limpo, parando de cidade em cidade para realizar saraus com destino final em Curitiba!
- Não brinca. Fala a verdade!
- É sério - eu respondi. E outra vez fomos a pé também até Cananéia, depois Botucatu e a última foi até Paraty, no Rio.
- Por que a pé?
- Por que a relação com o tempo e o espaço é outra!
- Vai dizer que vocês também estudam física! Tempo e espaço? Ou geografia? (risos)
- Viver já pode ser um aprendizado. Vivemos. Vem nesse sábado que vai ter. Vamos juntos nesta caminhada da lua cheia que você vai entender. Nossas caminhadas costumam durar mais de 20 dias, mas neste sábado vamos fazer uma ida a um sítio em Itapecerica da Serra, apenas para reunir o grupo, caminhar 7 km a noite com a luz da lua iluminando o caminho, matar a saudade do caminho.

Como sempre eu estava atrasado e isso não é novidade. O Zinho ligou e disse que estava atrasado, também não é novidade, queria uma carona, na sequência ligou o Cleber, perguntou onde eu estava e disse que apesar de estar atrasado iria também. Pegamos o Gunnar, o único que não ligou atrasado e começamos a recolher este povo que ligou pedindo carona. No caminho, apesar de estarmos atrasados, descobrimos que o grupo ainda estava no ponto de encontro marcado e que aguardaria nossa chegada, como sempre atrasados. A saída estava agendada para acontecer no km 41 da Rodovia Regis Bitencourt, bairro Potuverá, às 22h00, porém chegamos uma hora e meia mais tarde. Morri de vergonha, pois nada mais, nada menos que 40 pessoas aguardavam nossa chegada e apenas para aliviar um pouco uma"Clariana", a Naloana chegou 10 minutos depois de nós. Ufa, já não somos mais os últimos.

Donde Miras é Donde Miras! Muitos conhecidos e pessoas que nunca havia visto na vida. Mas um dos principais objetivos do Donde Miras é justamente esse, conhecer as pessoas, tanto as que caminham quanto as que encontramos no caminho. Esse caminho era curto, como dito eram apenas 7 km, porém em uma estrada de terra sem iluminação pública.

Disse o Binho Drumond: "não nos afastemos muito, vamos de mão dadas".
Saímos e atravessamos a BR e do outro lado tiramos a primeira foto do grupo no meio da pista. EEEEEEEEE. Tira mais uma! Lá vem o caminhão. O flash não sai, o grupo permanece, o flash falha novamente, o caminhão se aproxima. CLIC!!!
O caminho era assim, a estrada de terra fazia várias curvas, subidas e decidas rodeadas de sítios e mata Atlântica. Ao contrário do que muitos pensaram a lua estava radiante e mais eficiente que qualquer iluminação artificial, sobretudo Linda e Radiante como só a lua cheia pode ser. Tudo perfeito, céu aberto, lua cheia, caminhada, Donde Miras.

No caminho o grupo fragmentava-se em pequenos subgrupos compostos espontâneamente por afinidades ou ritmo de caminhada, que também cria afinidades e ao mesmo tempo as pessoas que compunham cada pequeno amontoado caminhante alternavam-se entre si. Uma informação se espalhou: peguem lenha para a fogueira e após uma puta subida, de repente, não mais que de repente CHEGAMOS no sítio da Neuzinha, pessoa nobre ainda desconhecida da maioria, mas que em nome da relação e carinho com o Binho e a Suzi, abriu os portões de seu sítio para receber 40 fulanos caminhantes.

A caminha foi linda e o sítio era mágico, tudo muito encantadoramente simples. Bandeirinhas e balões compunham o cenário do sítio, tocava Roberto na vitrola. A Neuzinha nos aguardava com uma sopa, que se juntou a sopa que a Suzi fez e levou, mas que o povo nem esperou ficar quente para começar a comer. Maravilhosa, como sempre. Liga a fogueira, monta barraca, dá um gole do vinho, um pega, um violão, uma roda, muitas canções. A euforia era o tempero do astral da noite e cada minuto era único e tinha que ser saboreado como exatamente isso.

Tizzz, tizzz, tizz, tiz... um som tão comum de colchões de ar respirando, para que em menos de 8 horas fossem esvaziados em apenas alguns segundos. Madrugada, toca outra música, papos, risos, põe mais lenha na fogueira, já tá amanhecendo, vou esperar o nascer. E assim ou assado foram batatas embrulhadas no papel alumínio na fogueira. Sol, sou, céu, seu, cedo, dia. Quem é Donde Miras faz BARULHO!!!!!! Caralho Nono, seu palhaço, que saudade!

Voltamos domingo cansados e felizes, muito felizes!!! Beijuus e tapiócas Binho

Gil Marçal

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Donde Miras / Lua Cheia

Confirmado para este sábado 24 de julho 2010 a caminhada da Lua cheia . Concentração no Bar do Binho 19;30 . Todo mundo convidado. Crianças serão bem vindas . Cada um leva seu lanche, barraca,cobertor, poemas , violões. Pedimos a contribuição de 5 reais por pessoa para despesas com o sítio. Quem puder vá de carro para dar carona até o ponto de partida que será no posto 41 da Br 116 ( Régis Bitencourt ) . A Caminhada será de aproximadamente 6 km. moleza né ? Qualquer dúvida ligue 8022 6706 ( Oi ) 3535 6463 Binho é quase impossível fazer um mapa . é difícil de achar o local à noite, por isso venha no nosso comboio. " não nos afastemos muito, vamos de mão dadas" Drumond . Com lua cheia e fogueira . Não esqueçam de levar os comes e bébis . Tem um busão que sai do Valo Velho que vai para o Bairro Potuverá descer no posto 41 e esperar a turma . Mas é melhor vir no comboio com a gente.

QUINTASOITO NO SARAU DO BINHO 29-07-10



quarta-feira, 14 de julho de 2010
24º QUINTASOITO - Grupo de Capoeira de Angola Irmàos Guerreiros - dia 29/07 - excepcionalmente no Bar do Binho!!
O QUINTASOITO DE JULHO VEM COMO FORMA DE SAMBA DE RODA CELEBRAR E TRAZER VENTOS NOVOS À NOSSA HISTÓRIA!!
O ESPAÇO CLARIÔ ESTÁ SENDO RE-FORMADO PRA CABER MAIS DO NOSSO POVO QUE - VIVA ! - NÃO PARA DE CRESCER EM NOSSA CASA!
E NESTE MÊS, FAREMOS NOSSA CELEBRAÇÃO NO BAR DO GENEROSO BINHO, QUE RECEBERÁ EM SEU LAR O GRUPO DE CAPOEIRA ANGOLA IRMÃOS GUERREIROS!!
VEJA ABAIXO UM TIQUIN DA HISTÓRIA DO GRUPO CONTADA PELAS LETRAS DO DA ROSA E AS LINDAS IMAGENS DE GUMA!
E VIVA!!!O Grupo de Capoeira Angola Irmãos Guerreiros vem cultivando os segredos, sorrisos e lamentos da capoeira em Taboão da Serra há mais de 25 anos. Mestre Marrom, Mestre Baixinho e a turma de professoras, treinéis e alunos da Senzalinha todas as noites jogam, tocam, dançam e cantam nos espaços de treino do grupo, que já se espraiaram pelas beiradas do Taboão, do Parque Pinheiros, do Pirajussara, da zona oeste de São Paulo e já abriu seus cazuás pela Europa com o Contra-mestre Perna.

Toda noite de sexta-feira a roda gira, o verso instiga e o toque dos berimbaus dá chão e asa pra conversa de corpo que os angoleiros do Grupo Irmãos Guerreiros desenrolam, buscando a elegância de uma rasteira bem dada, aplaudida até por quem a toma.


A presença do grupo no Quintasoito abre vazante pra transmissão dos ensinamentos e brinquedos que a Capoeira Angola oferece.Traz a intenção de dialogar sobre as riquezas e fortalezas que a capoeira gera, repleta de metáforas que cabem perfeitamente pra grande roda da vida. Saberes e sabores nascidos na necessidade de continuar sendo gente e não coisa, necessidades de superar as tantas formas de escravidão e de manter acesa a linha que vem de longe, que atravessou um mar e que e se esquivou dos chicotes e pelourinhos com ciência, com graça e com dendê.

DIA 29 DE JULHO - QUINTA-FEIRA - AS 20hs - NO BAR DO BINHO!!!!!

E pra quem não sabe onde fica o Bar do Binho, aí segue o endereço:

R. Avelino Lemos Jr., 60 (em frente à Uniban) - Campo Limpo. Zona Sul.

Telefone (11) 5844-6521

AXÉ!


( fonte: www.espacoclario.blogspot.com )

domingo, 11 de julho de 2010

BRASIL E ARGENTINA


NESTA SEGUNDA 12-07 EXPOSIÇÃO DE FOTOS " BRASIL DE 4 EM 4 ANOS"
COM FOTOS DA SHEILA, FEITAS DURANTE OS JOGOS DA COPA NA COMUNIDADE PARAISÓPOLIS.
TEREMOS TAMBÉM ÀS 21HS O FILME
Amando a Maradona




Que tem em común um garoto jogando em um potrero de Villa Fiorito e o dono de uma cantina de Nápoles? ¿Que tem em comúm 500 pessoas celebrando o natal em 30 de octubre e 25 fanáticos do fútebol mostrando suas tatuagens? Todos estão amando a Maradona.

Es o mesmo Diego quem repasa sua vida desde Cuba e nos introduz em uma viagem que vai encontrando a paxão de seus seguidores em todo o mundo.

Filmada em Nápoles, Barcelona, Cuba, Buenos Aires, Río de Janeiro, Suiza e a Patagonia argentina, a película vem contar-nos a vida de Diego através da gente que o leva gravado ao fogo em seu coração.


Elenco
Informações sobre o filme

Diego Armando Maradona
Pelé
Dom Armando
Familia e Amigos
Diretores de clube por onde passou
Torcedores de varias partes do mundo
etc.
Gênero: Documentário/
Diretor: Javier Vázquez
Duração: 75 minutos
Ano de Lançamento: 2005
País de Origem: Argentina
Idioma do Áudio: Espanhol
IMDB: ttp://www.imdb.com/title/tt0490365


domingo, 4 de julho de 2010

PROGRAMAÇÃO SARAU 05-07


NESTA SEGUNDA, 05-07 ,TEREMOS O LANÇAMENTO DO LIVRO" MULTÍVIO" DE BERIMBA DE JESUS, DO COLETIVO POESIA MALOQUEIRISTA E TAMBÉM A PARTICIPAÇÃO DO ESCRITOR AFRICANO ABDOURAHMAN A. WABERI, CONVIDADO POR ALLAN DA ROSA A CONHECER NOSSO SARAU.

Abdourahman A. Waberi

Nascido na República do Djibout, país da macroregião denominada "Chifre da África", o romancista, ensaísta e poeta, brinda-nos com uma escrita rica em metáforas, paisagens, atualidades e críticas políticas. Em sua passagem pelo Brasil, a convite da Odun Formação e Produção no projeto Pilgrimages - que propõe a imersão de 14 escritores africanos nas complexidades de paisagens urbanas - o autor visita as cidades de Salvador e São Paulo. Neste encontro, conheceremos um pouco de seus itinerários já traçados e almejados. Contaremos também com a participação do comentarista convidado Allan da Rosa - escritor, historiador e organizador do selo Edições Toró, que realiza cursos independentes sobre arte e cultura africana e afro-brasileira nas periferias de São Paulo.

Bibliografia do autor:
Aux Etats Unis d´Afrique - 2006
Le pays sans Ombre - 1994
Cahier Nomade - 1996
Balbala - 1997
Moisson de Crânes - 2000
Rift routes rails - 2001
Transit - 2003
Les nomades mes frères, vont boire à la grande ourse - 2000


(FONTE Casa das Áfricas)

quinta-feira, 1 de julho de 2010

V DE VOZES NO SEC CONSOLAÇÃO

V de VOZES - e-flyer especial.JPG


CINCO POETAS SERÃO CONVIDADOS: JOÃO BANDEIRA (da USP da Maria Antônia), MICHELINY VERUNSCHK (da Biblioteca São Paulo), SÉRGIO VAZ (fundador do Sarau da Cooperifa), ROBINSON “BINHO” PADIAL (do Sarau do Binho) e CACO PONTES (da Poesia Maloquerista).

Sarau do Binho