Follow by Email

terça-feira, 25 de maio de 2010

SOBRE OS GRUPOS DE AUDIOVISUAL

http://ncanarede.blogspot.com/
http://artenaperiferia.blogspot.com/
http://berinjelafilmes.com.br/
http://becosevielaszs.blogspot.com/

TRAILER DO FILME MINE CINE TUPY

           

DEBATEPAPO AUDIOVISUAL " ARMA OU ESPETÁCULO"

       DANIELA EMBÓN, ROGÉRIO PIXOTE, ZAGATI, TCHÊ E DIEGO                                                                             


segunda-feira, 24 de maio de 2010

FRONTERAD - REVISTA DIGITAL DA ESPANHA PUBLICA MATÉRIA SOBRE SARAUS DE SÃO PAULO- POR NAZARET CASTRO

http://www.fronterad.com/?q=node/1304&page=0,0

UM POEMA por ALISSON DA PAZ

Coletivo

Acordo,
Ainda na asa do sonho
O corpo mecânico
Liga o chuveiro
E é o meu sono que vai pelo ralo.

Já desperto, mas não consciente
Acelero o passo
Num compasso alegro
Meu corpo nem branco, nem negro
Pardo pelas ruas.

O trabalho me espreita
O patrão me espera

O primeiro ônibus rejeita
O segundo acelera
O terceiro passa lotado
Mas no quarto eu entro
Nem que seja apertado

Peço licença
Pra entrar no enlatado
E já na malemolência desconjuntada
Do bi-articulado
Eu rolo a catraca
E é o meu suor que vai pelo ralo

Desfeito no grande embolo
Somos farinha da mesma massa.
Somos um grande coletivo
Aflito com a hora que passa
E com o dinheiro que não regressa.

O engarrafamento
Retarda a pressa
Acelera a impaciência
O correr do tempo
Desenha minha sentença
Na cara-carranca do patrão exaltado
O salário será descontado
Terei que pedir emprestado
Sem saber como pagar
E é minha saúde que vai pelo ralo

Ainda alado
Enlaçado com a imaginação
Desfaço a carranca do patrão
E o coloco ao meu lado
No busão lotado.
Será que ele viraria gente
E esqueceria seu sangue europeu?
Será que seria como eu
Longe de seu papel de presidente?
Mas existe um papel social
Que nos mantém separados
Ele na poltrona dele
E eu no busão amassado
E é meu orgulho que vai pelo ralo.

Chego no ponto
Ainda apressado
Peço licença pra sair do enlatado
Penso em acelerar o passo
E me contenho
Num compasso moderato
Cansado da rotina
Desgarro-me do contrato
Acendo um cigarro
E deixo fluir o passar da hora
Sem arrependimento ou aflição
E é a minha vida que transborda
E vai pro ralo meu patrão

Alisson da Paz

domingo, 23 de maio de 2010

DEBATE - "O TEATRO E A COMUNIDADE"


Gil Marçal, Luciano ( Trupe Artemanha), Mário Pazzini ( Clariô), Márcio ( Brava Cia ) e Sérgio Carozzi ( Trupe da Lona preta)

Sarau da Ademar presente
Zinho Trindade Comemorando seus 27 aninhos e, como ele mesmo diz, contrariando as estatísticas.

Bruno Tarcis


segunda-feira, 17 de maio de 2010

UM POEMA

O preço da fantasia - Renato Palmares

Elas estão por ali:
Rua da Matriz, Alameda Santo Amaro , Barão do Rio Branco, praça Floriano...
Largo Treze De Maio.
Santo Amaro rogai por elas!
Posto que ninguém mais roga!

Elas estão por ali...
Damas da noite florindo na calçada:
Perfume, batom, minissaia...
Vendendo fantasias que não se sabe,
Não podem ou não querem comprar...

Lábios imaculados, lábios violentados!
Leite, mel e açoite...
Ganhando a vida, perdendo a vida...
Santo Amaro, rogai por elas !
Posto que ninguém mais roga...

Elas estão por ali !
Sol escaldante, friagem da madruga...
Caras, bocas, bundas, coxas...
Nem tão livres... nem tão pobres...
Utilidade pública, utilidade púbica!

Santo Amaro, rogai por elas!
Posto que ninguém mais roga...
Santo Amaro !
Santo!...Céu!... Milagres!... Orações!...
Elas, profanas... inferno... orgasmos... ilusões..

quinta-feira, 13 de maio de 2010

domingo, 9 de maio de 2010

BIODANÇA

Este vídeo mostra um pouquinho o que é a Biodança. Foi através dela que o Binho começou a escrever poesia . Ele criou em seu bar a " Noite da vela" e então surgiu a ideia de colocar poesia nos postes. As primeiras Postesias, nos ídos de 97, tiveram o apoio de seu grupo de Biodança e aos poucos foi surgindo o sarau .

adv-03/2010 from leo grego on Vimeo.

DESINFORMEMONOS

Vídeo sobre a Expedicion Donde Miras feito pelo pessoal do site www.desinformemonos.org


Donde miras: De la periferia de Sao Paolo a Latino América from desinformémonos on Vimeo.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

PROGRAMAÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO SARAU DO BINHO

CONTINUA NESTA SEGUNDA 10-05-10 ÀS 21HS A PROGRAMAÇÃO EM COMEMORAÇÃO AO ANIVERSÁRIO DO SARAU DO BINHO

DEBATEPAPO " KUTUCANDO A DITADURA"
COM MEDIAÇÃO DE ANTONIO NASCIMENTO E A PARTICIPAÇÃO DE JOSÉ MESSIANO
STAN E FERNANDO KINAS. HAVERÁ TAMBÉM A EXIBIÇÃO DO CURTA "CARTAS DA MÃE", SOBRE O HENFIL.


terça-feira, 4 de maio de 2010

RADIOGRAFIA CULTURAL- PERIFERIA UNDERGROUND EM SP







Fizemos um lindo sarau no Centro Cultural Banco do Brasil. Agradecemos imensamente a presença de todos os amigos e frequentadores do Sarau do Binho e ao Grupo Candearte. Agradecemos também a presença de alguns coletivos/parceiros que nos acompanham sempre como o Grupo Artemanha de teatro, o Grupo Clariô de teatro, a Cia Kiwi de teatro, a Banda preto Soul, ao Sarau da Vila Fundão, ao Jica da dupla Jica e Turcão e a todos que compareceram e ajudaram a abrilhantar o sarau. Obrigado!

Teve boi.
Grupo Candearte
Em frente ao prédio da Bovespa
Grupo Candearte
Binho
Banda Preto Soul
Pilar

Tinha muita gente
Serginho Poeta Teve ciranda

LITERATURA A SERVIÇO DO SOCIAL

No sarau de 03-05 houve um debatepapo muito interessante com a mediação de Marco Pezão e a participação de Allan da Rosa, Pilar e Serginho Poeta. Muitas questões foram colocadas , principalmente sobre a literatura produzida na periferia, sua importância, sua qualidade e sua função. Há ainda muito o que ser falado sobre o tema, sentiu-se a necessidade de que haja mais espaço para este tipo de discussão.
Na segunda parte do sarau muitos poetas ainda tinham sede de poesia, a festa continuou.

Marco Pezão, Allan da Rosa, Tula Pilar e Serginho Poeta

Adriani canta " Ouça"- Maysa
Elber Ladislau
Otília cantando "Carinhoso ( Pixinguinha e joão de Barro )" e comemorando seu aniversário.
O pequeno-grande Miguel e a literatura de cordel.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

POETA CARLOS SILVA


Recebemos hoje, pelo e-mail do Sarau do Binho , este poema do nosso querido amigo Carlos Silva. Este cabra da peste, como ele mesmo costuma dizer, começou a frequentar o Sarau por volta de 2003. Ainda ontem assistimos a uma gravação que fizemos numa daquelas " Noites da vela", ainda no antigo bar, em frente ao colégio Presidente Kennedy, onde tivemos o prazer de ouví-lo. Hoje ele está com a família em Ilhéus, cantando e encantando por lá. Fiquei sabendo também que sua música " Estrangeirismo" está sendo usada num livro didático, achei maravilhoso afinal, eu mesma a usei diversas vezes em sala de aula e a indiquei pra vários colegas . Sucesso!!!!!!!
Caro amigo, esperamos que Ilhéus o tenha acolhido como você merece e que em breve possamos vê-lo e ouví-lo novamente.
Suzi

Segue o poema e a mensagem

CARLOS SILVA



Pra falar de um Brasil
Grito o brado brasileiro
Por ai fazendo verso
Por este mundão inteiro
Assim segue o poeta
Com sonho de estradeiro

O que seria do verso
Se não fosse a poesia
O que seria do poeta
Sem o clarear do dia
O que seria do cantador
Do caboclo trovador
Sem a sua cantoria?

O que seria do sarau
Sem o poeta a declamar
O que seria da rima
Sem o poder do versar
Eu me lembro com carinho
Do belo SARAU DO BINHO
Que aqui vivo a pensar


Olá sujeitos fazedores de versos, andadores dos guetos e das avenidas,despachados na mira da poesia, atirando rajadas de versos por onde passam, Para quem não teve a oportunidade de ouvir o meu mais recente(E ULTIMO CD) O Brasil em versos cantados,deixo-lhes minha gratidão através do link abaixo:
http://bandasdegaragem.com.br/carlossilvacantador
Este é literalmente o meu ultimo trabalho fonográfico. Peço que ouçam,espalhem por ai e acima de tudo, aceitem o meu maior agradecimento a cada um de voces por dividir comigo ao longo de um bom tempo, nossos momentos culturais.
Do meu jeito... eu os amo por mais errôneo que seja(ou tenha sido o meu proceder)

Deus os abençoe VAGABUNDOSSSSSSSSSSSSSSSSS

73 8115-5072
77 9196-4571

PS, SE VIERDES A ILHEUS, EU OS AGUARDAREI NA NOSSA CHOUPANA EM MEIO AOS INDIOS TUPINAMBÁS DESTA REGIÃO.

Carlos Silva



POSTESIA E CORRESPONDÊNCIA POÉTICA NO SACOLÃO DAS ARTES , DIA 02-05-10


Binho e Fernando preparam as placas para as Postesias.
Josiel e sua filha preparam a moqueca Bahiana.
Alison e Michele preparam a Correspondência Poética.
Serginho Poeta fazendo Postesia.
Fernando e Luca escrevendo a Postesia.
Daniela Embóm fazendo a Correspondência poética.
Postesia de Binho
Postesia de Fernando Ferrari, Vila Fundão.
Giovani- Bafo
Postesia de Allan da Rosa
Postesia de Josiel, além de chef de cozinha, poeta!
Grafite no muro do Sacolão das Artes em sintonia com a Postesia.
Postesia do Binho questionando a invasão ao Iraque, Afeganistão e aos que ainda virão.
Postesia de Serginho Poeta

domingo, 2 de maio de 2010

III Semana Cultural das Bibliotecas de Paraisópolis

O Sarau do Binho e a Bicicloteca estiveram presentes, foi lindo!









Sarau do Binho